Publicado por: sidnei walter john | 27 de setembro de 2016

Evangelho do dia 29 de setembro quinta feira


29 setembro – Quanto mais alguém trabalha sem pendor natural e guiado tão somente pela fé tanto melhor consegue enganar o demônio. (L 87). São Jose Marello

29-set-joao-1-47-51João 1,47-51

Quando Jesus viu Natanael chegando, disse a respeito dele:
– Aí está um verdadeiro israelita, um homem realmente sincero.
Então Natanael perguntou a Jesus:
– De onde o senhor me conhece?
Jesus respondeu:
– Antes que Filipe chamasse você, eu já tinha visto você sentado debaixo daquela figueira.
Então Natanael exclamou:
– Mestre, o senhor é o Filho de Deus! O senhor é o Rei de Israel!
Jesus respondeu:
– Você crê em mim só porque eu disse que tinha visto você debaixo da figueira? Pois você verá coisas maiores do que esta. Eu afirmo a vocês que isto é verdade: vocês verão o céu aberto e os anjos de Deus subindo e descendo sobre o Filho do Homem.”  

Meditação:

Os encontros pessoais de Jesus com pessoas particulares, como o caso de Natanael, chamam a atenção por vários motivos e, portanto, ajudam-nos a reforçar a idéia central que Jesus desenvolve: a formação de seus discípulos para o Reino.

A presença de Natanael diante Jesus traz como resultado um grande elogio por parte do Mestre: “Ai está um israelita de verdade, sem falsidade”.

João apresenta esta passagem evangélica em forma de diálogo direto. Jesus fala para Natanael e para todos os que vieram ouvi-lo.

A confiança de Jesus no discípulo e a profissão de fé do discípulo em Jesus são como duas faces da mesma moeda. Jesus propõe este novo dinamismo antes de ingressar na cidade onde dará a vida

Natanael é um homem bom, crente, sincero, mas reflete, em sua atitude todos, os preconceitos de sua época. Como tantos de seus contemporâneos, considera que nada de bom poderia vir da periferia, de Nazaré.

Isto é assim porque Natanael é um personagem representativo das pessoas pragmáticas, que consideram ingenuamente que tudo que é bom provém dos centros do poder, da riqueza e do prestigio.Mas o certo é que em toda a história da humanidade, as mudanças vêm de baixo, da periferia.

Natanael não espera um humilde profeta camponês, como Jesus parecia a seus contemporâneos, espera sim um herói rodeado de todas as garantias políticas, econômicas e acadêmicas que asseguraria o êxito de sua gestão.

Jesus derruba todas as pretensões de Natanael ao demonstrar que, mesmo tendo intenção sincera, seu olhar está orientado para o lugar equivocado. A “figueira” representa todos os personagens que com fé sincera se entregam ao senhor, mas cujo pessimismo impede de ver a esperança de Deus que germina na periferia e na pobreza

Aí temos um alerta de Jesus, mais que confessar sua fé em Cristo, ele, Natanael, seria testemunha de algo muito maior, ele veria a conseqüência de Jesus ser o que Natanael havia confessado :Filho de Deus e Rei de Israel.

Muito mais pela manifestação da glória de Deus do que pela mera “adivinhação” de onde Jesus o conhecera.

Jesus quis ensinar ao apóstolo que o destino do Filho de Deus , do Messias, era ser glorificado pelo Pai, no céu aberto e não no Reino de Israel, meramente humano.

Jesus interpela Natanael que se admirara do fato de ter Ele falado coisas sobre a sua vida e que o conhecesse sem nunca tê-lo visto antes.

Jesus deu a entender a ele que o fato de conhecê-lo era o mínimo diante do que iria acontecer na sua vida se ele aceitasse o chamado para ser Seu discípulo, e disse: “Eu afirmo a vocês que isto é verdade: vocês verão o céu aberto e os anjos de Deus subindo e descendo sobre o Filho do Homem.”

Os “anjos de Deus subindo e descendo sobre o Filho do Homem” é uma alusão ao sonho de Jacó (Gn 28,12). Agora exprime a presença de Deus entre os humanos, na pessoa de Jesus.

Os anjos, como emissários ou representantes de Deus, integram as tradições persas e mesopotâmicas que foram assimiladas no Antigo Testamento. São, ainda hoje, fonte de devoções no cristianismo e em religiões exotéricas.

Jesus abriu o céu para nós, e hoje, a cada momento em que nos recolhemos para orar, o céu se abre e os anjos do Senhor nos auxiliam levando as nossas preces que chegam a Deus como um perfume de aroma agradável.

Se, de coração contrito, fizermos a experiência, nós perceberemos que durante os nossos momentos de louvor e oração, o céu do nosso coração se abre e nele se fazem presente os anjos que nos trazem a paz de Jesus, o Filho de Deus. Jesus veio revelar ao mundo o amor do Pai e a sua presença no meio de nós.

A cada um que Ele chamou deu provas do Seu poder e da Sua sabedoria. E prometeu coisas maiores do que as que Ele fazia.

As suas promessas são também para nós, hoje. Ele nos chamou para viver o reino dos céus, aqui, e promete a manifestação da Sua glória em cada momento, de acordo com a Fé que tenhamos na Sua palavra.

 Reflexão Apostólica:

Neste texto, o verbo “ver” foi citado 5 vezes! Mas nem sempre o “ver” daqui é sinônimo de “olhar”. Jesus viu Natanael chegar e disse que ali vinha um “verdadeiro israelita, um homem realmente sincero“.

Em seguida é que vem uma parte interessante… Natanael pergunta: “De onde o senhor me conhece?” E a resposta de Jesus é, no mínimo, intrigante. Preste atenção: “Antes que Filipe chamasse você, eu já tinha visto você sentado debaixo daquela figueira.” Jesus respondeu a pergunta de Natanael? Aparentemente, não. Mas a resposta de Jesus, para Natanael, foi tão perfeita, que na mesma hora ele reconheceu “Mestre, o senhor é o Filho de Deus! O senhor é o Rei de Israel!“. A pergunta que não quer calar: O QUE NATANAEL ESTAVA FAZENDO EMBAIXO DESSA FIGUEIRA?

A psicologia diz que todos nós, na maioria das vezes quando estamos diante de alguém, representamos. E isso acontece até com os bebês.

Quando percebemos que estamos sendo observados, não agimos da mesma forma que quando não estamos sendo observados e é no momento em que não estamos sendo observados que nós realmente deixamos vir à tona o nosso íntimo… aquilo que está no nosso CORAÇÃO e que somente nós conhecemos. E você só pode dizer que conhece uma pessoa, de verdade, se você conhecer o CORAÇÃO dela.

Nós nunca saberemos exatamente o que Natanael estava fazendo embaixo daquela figueira. Naquele momento, Natanael não imaginava que estava sendo observado. Mas Jesus observou atentamente e tirou uma conclusão desta sua observação: “Aí está um verdadeiro israelita, um homem realmente sincero.”. Jesus era DISCRETO, não disse o que Natanael estava fazendo naquele seu momento pessoal.

Sócrates dizia: “Conhece-te a ti mesmo.” Quer saber quem você é? Observe que direção seus pensamentos tomam, quando você está completamente sozinho…

Não se preocupe, ainda não inventaram um jeito de ver seus pensamentos. É quando você se despreocupa de passar qualquer imagem, que você mostra realmente o que tem no seu coração.

Quem consegue captar esses momentos (como Jesus captou o de Natanael) tem um dom especial: conhecer o íntimo de uma pessoa, às vezes até melhor do que a própria pessoa.

Não gostou do caminho que os seus pensamentos seguem quando você deixa eles voarem por eles mesmos? Eles vão para o pecado, para a depressão, para lugar nenhum?…

Não se preocupe, isso tem uma solução. O nosso inconsciente é burro. Não consegue diferenciar o entre o certo e o errado. Nós temos que alimentá-lo, conscientemente, com coisas boas.

Escute uma música bonita, leia algo prazeroso, converse com alguém alegre, viaje, aprenda algo novo, assista um bom filme…

O seu inconsciente vai ficar repetindo isso ao seu coração… e quando Jesus te ver no teu quarto, sozinho, e disser que te viu, você saberá que Ele te conhece, verdadeiramente.

Você já pensou que Jesus, neste momento, lhe vê e conhece tudo sobre você? O que você acha que poderá estar escondendo dele? Você imagina a presença dos anjos quando você ora? Faça dos anjos seus intercessores e perceba como a sua oração terá um sentido mais pleno.

Propósito:

Pai, leva-me a conhecer, cada vez mais profundamente, a identidade de teu Filho Jesus, e a fazer-me discípulo dele, de modo a compartilhar sua missão.

 ORAÇÃO DOS ARCANJOS

Arcanjo Gabriel, Portador das boas novas, das mudanças, da sabedoria e da inteligência.

Arcanjo da Anunciação, trazei a Palavra de Deus e que Ela permaneça em meu pensar e agir.

Fazei com que eu também seja um mensageiro, dos preceitos do Senhor por palavras de bondade e solidariedade.

Arcanjo da Anunciação, vinde em meu auxílio.

Arcanjo Rafael, Guardião da saúde e da cura. Peço que vossos raios curativos desçam sobre mim, dando-me saúde e cura dos males do corpo e da alma.

Guardai meu corpo e minha mente, livrando-me de todas as doenças.

Que vosso raio curativo esteja em meu lar, meus filhos e familiares e no trabalho que executo com as pessoas com quem convivo diariamente.

Arcanjo Rafael, transformai a minha alma e o meu ser, para que eu possa sempre refletir a vossa Luz.

Arcanjo Rafael, curai nossas enfermidades.

Arcanjo Miguel, Príncipe Guardião e Guerreiro defendei-me com vossa espada e protegei-me com vosso escudo. Não permita que o mal me atinja.

Protegei-me contra assaltos, roubos, acidentes, contra quaisquer atos de violência.

Livrai-me de pessoas negativas e invejosas.

Levante o vosso escudo de proteção em meu lar e sobre minha família, parentes e amigos.

Guardai meu trabalho, meus negócios e meus bens.

Arcanjo Miguel, trazei a paz e a libertação.

Arcanjo Miguel, defendei-me no combate.


Categorias

%d blogueiros gostam disto: